Atividade industrial paulista recua em outubro

11:52:19 - 30/11/2021 - Notícias

SÃO PAULO, 11/30/21 - O Total de Vendas Reais da indústria de transformação paulista caiu 2,8% na passagem de setembro para outubro, na série sem influências sazonais, conforme aponta o Levantamento de Conjuntura da Fiesp/Ciesp. A queda em outubro é a sexta consecutiva do Total de Vendas Reais, acumulando redução de 15,1% no intervalo entre maio e outubro de 2021.

As Horas Trabalhadas na Produção também registraram queda em outubro (-0,6%), marcando a terceira redução seguida do indicador. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI), por sua vez, ficou praticamente estável entre setembro e outubro (+0,1 p.p), atingindo 81,3%. O NUCI permanece em patamar acima dos seus níveis históricos, se situando 1,9 p.p acima da média histórica da indústria paulista de 79,4%.

Após um 3º trimestre fraco, quando as vendas apontaram forte queda (-7,4%), a atividade industrial paulista inicia o último trimestre do ano com o mesmo quadro de perda de vigor, a despeito de um ambiente de forte crescimento global, que impulsiona as exportações, e do avanço da vacinação.

Aspectos negativos sobre a indústria, como a forte pressão de custos e o persistente desajuste nas cadeias de insumos industriais, se somaram nos últimos meses a um ambiente de inflação ao consumidor elevada, acarretando corrosão da renda, e forte aumento da taxa de juros Selic. Configura-se nos próximos meses um cenário ainda mais desafiador para a indústria de transformação paulista.

Sensor

A pesquisa Sensor no mês de novembro fechou em 50,0 pontos, na série com ajuste sazonal, resultado bem próximo ao de outubro quando registrou 50,2 pontos. Resultados em 50,0 pontos sinalizando estabilidade da atividade industrial paulista no mês.

A avaliação das condições de Mercado melhorou em relação ao mês de outubro, ao passar de 48,2 pontos para 49,7 pontos em novembro. Apesar do avanço, o indicador continua abaixo dos 50,0 pontos, indicando condições de mercado menos favoráveis no período.

Por sua vez, as Vendas enfraqueceram em relação ao mês anterior, tendo seu índice passando de 55,7 pontos em outubro para 49,1 pontos no mês corrente. Ao cruzar a linha dos 50,0 pontos, indica redução das vendas em novembro.

O indicador de nível de Estoque saiu de 46,8 pontos para 48,5 pontos em novembro. Leituras superiores a 50,0 pontos indicam estoque abaixo do desejável, ao passo que inferiores a 50,0 pontos indicam sobrestoque.

Em novembro, o Emprego registrou resultado mais favorável em relação ao mês anterior. Ao passar de 49,3 pontos em outubro para 50,4 pontos, fica acima dos 50 pontos, indicando contratações da indústria paulista no período.

O componente Investimentos apontou resultado idêntico ao divulgado em outubro, 49,5 pontos. Por continuar abaixo dos 50 pontos, há indícios de redução dos investimentos no período.
(MR - Agência Enfoque)

Sites da Enfoque e Fausto Botelho desenvolvidos por Agilso.