Transações correntes apresentam superávit em agosto

10:33:59 - 24/09/2021 - Notícias

SÃO PAULO, 9/24/21 - As transações correntes registraram superávit de US$1,7 bilhão em agosto de 2021, ante saldo positivo de US$1,0 bilhão em agosto de 2020, segundo dados do Banco Central (BC). Na comparação interanual, o superávit comercial aumentou US$702 milhões, enquanto a redução no déficit em renda primária, US$232 milhões, foi parcialmente compensada pelo aumento no déficit em serviços, US$124 milhões. O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em agosto de 2021 somou US$19,5 bilhões (1,23% do PIB), ante US$20,2 bilhões (1,30% do PIB) em julho de 2021, e US$35,7 bilhões (2,26% do PIB) em agosto de 2020.

A balança comercial de bens foi superavitária em US$5,6 bilhões em agosto de 2021, ante superávit de US$4,9 bilhões em agosto de 2020. As exportações de bens totalizaram US$27,4 bilhões em agosto de 2021, aumento de 56,0% ante agosto de 2020, e as importações somaram US$21,7 bilhões, incremento de 72,4% na mesma base de comparação. As importações de agosto de 2021 incluíram US$1,1 bilhão em operações associadas ao Repetro (US$433 milhões em agosto de 2020).

O déficit na conta de serviços totalizou US$1,6 bilhão em agosto de 2021, aumento de 8,6% em relação a agosto de 2020. A conta de viagens internacionais registrou despesas líquidas de US$195 milhões no mês, ante US$123 milhões em agosto de 2020. As despesas líquidas de aluguel de equipamentos somaram US$611 milhões em agosto de 2021, redução de 32,2% na comparação com agosto de 2020, influenciada pela nacionalização de equipamentos no âmbito do Repetro. As despesas líquidas de serviços de propriedade intelectual totalizaram US$417 milhões em agosto de 2021 ante US$277 milhões registrados em agosto de 2020, correspondendo a crescimento interanual de 50,4%. Em linha com a expansão do volume de comércio, as despesas líquidas de transporte aumentaram US$291 milhões na comparação interanual, totalizando US$410 milhões em agosto de 2021.

Em agosto de 2021, o déficit em renda primária totalizou US$2,6 bilhões, redução de 8,2% em relação a agosto de 2020. As despesas líquidas de lucros e dividendos, associadas aos investimentos direto e em carteira, totalizaram US$1,8 bilhão em agosto de 2021, patamar semelhante ao observado em agosto de 2020. As despesas líquidas com juros somaram US$794 milhões no mês, ante US$986 milhões registrados em agosto de 2020.

Os ingressos líquidos em investimentos diretos no país (IDP) somaram US$4,5 bilhões em agosto de 2021, ante US$2,6 bilhões em agosto de 2020. Os ingressos líquidos em participação no capital atingiram US$3,8 bilhões, enquanto as operações intercompanhia somaram US$630 milhões. Nos doze meses encerrados em agosto de 2021 o IDP totalizou US$49,4 bilhões (3,12% do PIB), ante US$47,5 bilhões (3,04% do PIB) no mês anterior e US$56,8 bilhões (3,61% do PIB) em agosto de 2020.

Os investimentos em carteira no mercado doméstico totalizaram ingressos líquidos de US$1,2 bilhão em agosto de 2021, compostos por saídas líquidas de US$170 milhões em ações e fundos de investimento e ingressos líquidos de US$1,4 bilhão em títulos de dívida. Os ingressos líquidos de investimentos em carteira no mercado doméstico totalizaram US$43,7 bilhões nos doze meses finalizados em agosto de 2021.
Reservas internacionais
As reservas internacionais somaram US$370,4 bilhões em agosto de 2021, incremento de US$14,7 bilhões em comparação a julho de 2021. O resultado decorreu principalmente da alocação de Direitos Especiais de Saque (DES) promovida pelo FMI a todos os países-membros, que acrescentou US$15,0 bilhões às reservas internacionais do Brasil, conforme detalhado no item 2.1 da Nota para a Imprensa - Estatísticas do Setor Externo de agosto. A receita de juros totalizou US$465 milhões e as variações por preços e paridades totalizaram reduções de US$544 milhões e de US$355 milhões, respectivamente.

Estimativas e parciais - setembro de 2021
Para o mês de setembro, a estimativa do resultado em transações correntes é de déficit de US$1,9 bilhão; a de IDP é de ingressos líquidos de US$5,0 bilhões.
(MR - Agência Enfoque)

Sites da Enfoque e Fausto Botelho desenvolvidos por Agilso.