Pedidos de recuperação judicial caem em setembro

10:42:51 - 14/10/2021 - Notícias

SÃO PAULO, 10/14/21 - Os pedidos de recuperação judicial registraram baixa de 34,5% em setembro de 2021 na comparação com igual período de 2020. Segundo o Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, o mês marcou 57 solicitações ante as 87 feitas em setembro do ano anterior. A relação mensal (set/21 x ago/21) também mostrou recuo, esse de 48,6%. Todos os portes de empresas reforçaram as retrações. No entanto, os micro e pequenos negócios tiveram o maior número de requisições apesar de estarem em queda.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a facilitação do acesso ao crédito, renovada pelo Pronampe em julho deste ano, impactou positivamente os números do indicador. 'Com a nova disponibilização das linhas de crédito específicas para micro e pequenos negócios, os empreendedores conseguiram colocar as contas em dia e manter a empresa funcionando'. No entanto, Rabi explica que 'a melhora do índice não significa uma tendência, mas um alívio temporário, já que o cenário econômico atual de inflação e juros em alta ainda é bastante desafiador'.

A análise por segmento revelou que as empresas da área de Serviço foram as que mais demandaram pelo recurso de recuperação judicial no mês de análise, com 28 pedidos. Os setores de Comércio e Indústria tiveram diminuição, marcando 10 solicitações cada um, enquanto o Primário teve apenas 9.

Requisições de falência têm diminuição em setembro

No ano a ano os pedidos de falência caíram 8,5%. Foram 75 solicitações em setembro de 2021, contra as 82 feitas no mesmo mês do ano anterior. As micro e pequenas empresas se destacaram com o volume mais expressivo de pedidos (49). Na sequência estão os negócios de grande (15) e os de médio (11) portes. Na análise por segmento, o setor de Serviços também lidera, com 48 requisições.
(MR - Agência Enfoque)

Sites da Enfoque e Fausto Botelho desenvolvidos por Agilso.