CÂMBIO: Dólar apresenta queda de 0,18% em novembro

08:37:29 - 01/12/2021 - Notícias

SÃO PAULO, 12/1/21 - O dólar comercial terminou a última sessão de novembro em alta pela terceira vez seguida, com o mercado acompanhando de perto os desdobramentos em torno da PEC dos Precatórios, que foi aprovada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado por 16 votos a 10 e agora será analisada em plenário. A moeda norte-americana subiu 0,46% e fechou cotada a R$ 5,634 na compra e a R$ 5,636 na venda, maior valor de fechamento desde 01 de novembro (R$ 5,67).

Diante deste cenário, o dólar encerra novembro com leve queda de 0,18%. No ano, em contrapartida, a divisa americana ainda acumula alta de 8,61%.

Para hoje, 01, a moeda norte-americana deverá apresentar ganhos em relação às demais moedas globais.

Exterior

A agenda externa contará com a divulgação do índice PMI Markit da indústria de transformação na Alemanha, Área do Euro e Reino Unido. Nos Estados Unidos serão apresentados a geração de vagas de trabalho - pesquisa ADP e o Livro Bege.

Brasil

Aqui no Brasil, a agenda reserva IPC-S, índice PMI da indústria de transformação, índice commodities Brasil (IC-Br), fluxo cambial e a balança comercial mensal.

Swap

O Banco Central (BC) realizará nesta quarta-feira, 01, leilão de swap cambial tradicional. A entidade acolherá propostas das instituições financeiras das 10h30 às 10h40. Serão ofertados até 14.000 contratos com vencimento em 01 de junho 2022 e 03 de outubro de 2022.

Além disso, o BC realizará leilão de venda conjugado com leilão de compra de moeda estrangeira no mercado interbancário de câmbio, na modalidade pós-fixado Selic. O acolhimento das propostas será das 11h30 às 11h35 e será aceito no máximo US$ 1,0 bilhão.

Reserva cambial

As reservas internacionais brasileiras recuaram US$ 154 milhões na segunda-feira, 29, informou o Banco Central (BC). Com isso, as reservas passaram de US$ 367,793 bilhões para US$ 367,793 bilhões.
(MR - Agência Enfoque)

Sites da Enfoque e Fausto Botelho desenvolvidos por Agilso.